COMUNICAÇÃO

Notícias

Green Flamingo projeta central de hidrogénio verde na ZILS

23/01/2020
Notícia

O consócio internacional encabeçado por Portugal e que reúne 15 empresas dos Países Baixos, Alemanha e Dinamarca, visa produzir hidrogénio verde a partir de fontes renováveis em Sines, para depois ser exportado para o norte da Europa.

O consórcio de investidores liderado pelo Resilient Group, inclui o banco holandês ABN Amro, a dinamarquesa produtora de turbinas eólicas Vestas, as portuguesas EDP e Galp e está assinalado como um Projeto Importante de Interesse Europeu Comum (IPCEI – na sigla inglesa), que permitirá aceder a estes investidores a um financiamento europeu em condições muito favoráveis para o desenvolvimento de investimentos estruturantes para a europa.

Com o nome de Flamingo Verde (Green Flamingo), a nova central de hidrogénio em Sines implicará um investimento de 3,5 mil milhões de euros e irá criar cinco mil postos de trabalho. O início do projeto está previsto para o segundo semestre de 2021 e quando estiver a funcionar, terá a capacidade de produzir 465 mil toneladas de hidrogénio por ano, eliminando a emissão de 18,6 milhões de toneladas de CO2 anualmente.

Neste âmbito, decorreu ontem uma reunião de trabalho entre os promotores do projeto, a aicep Global Parques e os Srs. Presidentes de Câmara Municipal de Sines Nuno Mascarenhas e da Câmara Municipal de Santiago Cacém, Álvaro Beijinha. Em representação da aicep Global Parques estiveram presentes, Isabel Caldeira Cardoso, Administradora Executiva, Gonçalo Eiras, Diretor Desenvolvimento de Negócio, Miguel Borralho, Diretor da ZILS e representando a Resilient Group, Marc Rechter CEO-Fundador, Carlos Carder, Teresa Bertrand e Paulo Preto dos Santos.

  • aGPOnline | Política de Privacidade