COMUNICAÇÃO

Notícias

Ministro das Infraestruturas e Habitação visita o terminal de contentores do Porto Sines

15/11/2019
Notícia

O Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, visitou o Porto de Sines na passada sexta-feira, dia 15 de novembro e revelou que o sistema portuário se prepara para captar “o maior investimento privado de sempre neste setor” em grandes terminais de contentores, designadamente na expansão do Terminal XXI, por 661 milhões de euros, e na construção do Terminal Vasco da Gama, um investimento de 642 milhões de euros.

Quando concluídos, estes dois terminais portuários serão capazes de movimentar até 8 milhões de TEU (contentores) por ano, e tornar-se-ão, em quatro anos, na infraestrutura de movimentação carga contentorizada com maior capacidade instalada da Península Ibérica.

O Ministro, o Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, o presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, e o CEO da aicep Global Parques - Gestão de Áreas Empresariais e Serviços S. A., Filipe Costa foram recebidos pelo presidente da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), José Luís Cacho, tendo o Ministro referido ainda que que o Governo quer dar “o impulso necessário” para concretizar os investimentos previstos para o Porto de Sines na atual legislatura, reforçando ainda que “Estamos a falar de um dos maiores investimentos do nosso país e de dimensão não habitual em Portugal que representa também uma oportunidade de Portugal ser uma plataforma muito importante no quadro global de transporte de mercadorias”.

Com os novos investimentos previstos para esta infraestrutura, o Terminal XXI passará a ter frentes de cais de 1.950 metros (atualmente tem 1.040 metros), repartidos numa frente de 1.750 metros e noutra lateral de 200 metros, que permitirá a atracação simultânea de quatro navios porta-contentores de última geração e uma capacidade de movimentação superior a 4 milhões de TEU/ano.

Quanto ao futuro Terminal Vasco da Gama, o concurso público internacional para a sua concessão inclui o seu projeto, construção e exploração. O início da obra ocorrerá em 2021 e terá uma duração de três anos. Quando concluído será capaz de movimentar mais de 3,5 milhões de TEU por ano. Terá um cais com comprimento de 1.375 metros, podendo operar simultaneamente três dos maiores navios porta-contentores existentes (com 400 metros comprimento, 60 metros de boca e capacidade para transportar 24 mil TEU). Este novo terminal criará 1.350 empregos diretos na fase de exploração.

Ao nível das acessibilidades, Pedro Nuno Santos destacou “a grande aposta na expansão da ferrovia”, no âmbito do programa Ferrovia 2020, “que está em curso”, sendo “o corredor-sul fundamental no quadro do corredor atlântico” e que “vai servir eficazmente o Porto de Sines”.

Legenda da foto: Nuno Mascarenhas, Presidente da Câmara Municipal de Sines, Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas e Habitação, José Luís Cacho, Presidente da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), Alberto Souto de Miranda, Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Filipe Costa, CEO da aicep Global Parques.

Nuno Mascarenhas, Pedro Nuno Santos, José Luís Cacho, Alberto Souto de Miranda, Filipe Costa
  • aGPOnline | Política de Privacidade